Apoios

Apoios

segunda-feira, 28 de setembro de 2015

Um Pódio Furtado pelos “Sujeitos da UVP-FPC”! Maratona BTT Lamego, O Resumo!

IMG_2189Não era este título de artigo que o IV BTT - Nos Trilhos das Operações Especiais merecia, tanto que foi apenas um “pequeno pormenor” numa prova de grande nível, mas é inevitável que assim aconteça!
Mas primeiro, vou falar de tudo o que esta prova teve de grande nível!

A última Maratona em que participei foi na Beselga, Penedono, a 9 de Novembro de 2014 e desde então, os poucos eventos BTT em que participei, foram sempre para completar os percursos mais curtos, as Meia Maratonas!
Conhecendo-me como me conheço, sei perfeitamente que, desde que haja um pouco de treino, o meu “habitat natural” são as maratonas, são as distâncias maiores, pela resistência que possuo em esforços prolongados e, naturalmente, pelo maior tempo e distância disponíveis para fazer o que muito gosto!

Numa cidade que me diz muito, pelos anos que por lá andei quando jovem, voltei em Lamego a participar numa Maratona BTT!
Não que esteja com o nível de treino que me permita bons resultados, mas atualmente já é o suficiente para me divertir e aproveitar o que uma maratona proporciona.
Esta merecia ser desfrutada!

Antes da prova havia o que comer, o que beber e o primeiro domingo de Outono estava um verdadeiro dia de Verão!
lamegoFoi dada a partida aos escalões de competição do Campeonato da Associação de Ciclismo de Vila Real e após alguns minutos arrancou o grupo da Promoção onde eu estava inserido.
Situação da responsabilidade da já mencionada associação e que não teve qualquer fundamento, porque quem da Promoção tinha andamento mais forte foi apanhar os mais lentos dos escalões de competição nos primeiros quilómetros de trilhos (ainda por cima estreitos…), o que era perfeitamente evitável!

Quanto aos trilhos, uns existentes desde sempre, outros abertos de propósito para este evento, sempre todos de grande qualidade e, nem um pouco do chato estradão das Meadas, fez diminuir a qualidade superior geral de todos os quilómetros que compunham este evento!
E animação nos trilhos?! Bem, essa foi top! Caretos, música ao vivo e música electrónica fizeram também parte da festa…. Excelente!
Paisagens?! Sempre boas, mas a parte extra que compunha a Maratona, foi a que proporcionou vistas mais interessantes!

altimetrialamego

Chegado à separação de percursos, foi pensar assim: “virar à direita e dar ao pedal que vai doer!”
Descida técnica, exigente, de certa forma um pouco perigosa, diversão garantida e paisagem brutal!
Desceu-se até Lazarim, passou-se por Lalim e depois vinha a verdadeira subida! Sim, a subida mais dura não tinha sido a que nos tinha levado até ao cimo da Serra das Meadas, esta saída de Lalim era mesmo de fazer doer as pernas!
A subida no total tinha pouco menos de 5 km, mas teve durante boa parte dela pendentes superiores a 15% de inclinação e onde o calor se fazia sentir de forma intensa, quer fosse pela hora do dia, quer por estar num vale e sem qualquer vento!
IMG_2187IMG_2186Nesta subida fui obrigado a parar por 3 vezes para perceber o que se tinha passado na bicicleta e para minimizar o problema surgido, um raio da roda traseira que partiu e que consequentemente me obrigou a alguma contenção na descida final para a cidade Lamecense!

Cortei a meta, e mencionando valores / dados reais, com 56,6 km num total de desnível vertical acumulado de 1.475 m, no 3º lugar do escalão Promoção Maratona, embora oficialmente tenha ficado em 4º lugar, porque os senhores comissários da UVP-FPC conseguiram dar a chegada de um atleta por 2 vezes!
Esse atleta em causa, segundo os registos dos ditos senhores, chegou em 1º lugar e por incrível que pareça voltou a cortar a linha de meta novamente em 4º… depois de mim! Aliás, fiz com ele grande parte da Maratona, não tendo conseguido ele manter-se comigo na última subida!
Nisto não questiono o pódio, o prémio humilde em causa ou a capacidade de quem pedala, apenas a qualidade do serviço prestado por alguém que cobra para o fazer!
Lamentável e a organização não merecia tal “ajuda”!

Se há factor determinante para eu aptar por algum evento, ou por o descartar, é o que está relacionado com a qualidade de balneários / banhos e em Lamego é 5 estrelas!

Já o almoço, servido num restaurante próximo da zona de meta, foi impecável!
Sopa, prato principal (no meu caso um “strogonoff”), bebida, sobremesa (semi-frio de morango) e café.

terça-feira, 15 de setembro de 2015

Maratona BTT Cidade Falcão, Pinhel

pinhel2No passado domingo voltei a Pinhel e ao seu evento de BTT (pela 4ª vez em 6 edições!)!
Foi também um regresso ao BTT depois de meio ano de ausência, num ano que tem sido muito pouco produtivo em quilómetros realizados em “off-road”!

Mais uma vez a organização do evento esteve em bom nível, onde se realçam as marcações de trilhos sempre muito bem conseguidas, o local de banhos de elevada qualidade e um almoço muito bem servido e farto!

Quanto à minha prestação…
Este evento ocorreu numa semana atípica de intensidade de treino.
Foi uma semana em que tive a possibilidade de andar de bicicleta nos 5 dias anteriores e em que sabia que, ou aproveitava os 5 dias para “meter carga” nas pernas e assim tentar inverter uma tendência acentuada de relaxamento que se arrasta há meses, ou dava descanso ao corpo e ia a Pinhel com outra frescura.
A decisão foi fácil de tomar! Eventos para testar a ‘máquina’ há muitos, enquanto semanas destas aparecem 1 ou 2 vezes ao ano!

pinhel1Cheguei a Pinhel com 5 dias consecutivos de ‘pedalada’, cheguei a Pinhel com as pernas bem pesadas!
Nesses 5 dias realizei 310km com 4700m D+, o que nem é muito, mas o normal desde Março fica-se por valores muito, muito inferiores (algumas semanas até sem qualquer registo de atividade de pedal)!
Outro problema que surgiu de imediato foi a ausência de destreza técnica em trilhos mais exigentes! Meio ano longe dos caminhos atribulados do monte, leva a que a técnica tenha ido também para bem longe….

Em resumo, foi um regresso interessante e dentro daquilo que era esperado, onde o maior “trauma” sentido foi mesmo a percepção da perda da técnica no domínio da bicicleta em zonas mais exigentes!

Próximo desafio, Lamego já no dia 27 deste mês: IV BTT - NOS TRILHOS DAS OPERAÇÕES ESPECIAIS