Apoios

Apoios

quarta-feira, 14 de outubro de 2009

Leomil - Criação de percurso pedonal / Ciclovia e parque bio-saudável

Sendo esta a primeira semana após as eleições autárquicas, é normal que certas “promessas” feitas pelas listas concorrentes ao poder local estejam ainda bem frescas na memória das pessoas, e foi isto mesmo que moveu um amigo meu, Paulo Pereira, a escrever no seu blogue…

A apresentação pública deste ambicioso projecto, foi feita através do plano de intenções da lista vencedora das eleições autárquicas 2009 à Junta de Freguesia de Leomil, coligação PSD / CDS-PP, que assim mantém o anterior executivo.
A criação desta ciclovia irá proporcionar a promoção do BTT, bem como a organização de eventos, para além do uso diário de toda a colectividade, seja de bicicleta ou a pé, e ao mesmo tempo ser um incentivo à utilização da bicicleta como meio de transporte alternativo, numa estratégia de mobilidade sustentável, que é defendida a nível nacional por inúmeros municípios. O sucesso da implementação da bicicleta em corredores próprios protegidos é já visível em muitas cidades nacionais e europeias, em muitos casos é utilizada mesmo para as deslocações trabalho/casa, assim como para fins de lazer.
UM EXEMPLO A SEGUIR
Enquanto munícipe de Moimenta da Beira, solto aqui uma ideia. E porque não a Câmara Municipal criar uma rede de ciclovias pelo concelho, nas quais todos pudéssemos circular pelas belas paisagens das nossas terras, 20 freguesias ligadas por um corredor clicável, todas as aldeias e vilas ligadas por trilhos magníficos, ligaria também diferentes equipamentos desportivos, escolares e parques urbanos, articulando ainda com zonas comerciais, eu sei que o leitor dirá, este homem é um sonhador, mas seria extremamente interessante, qualquer amante de BTT e da natureza apoiaria esta obra.
A pensar no futuro, encontramos inúmeros municípios a olhar para as ciclovias como uma forma sustentável de transporte, bem como na diminuição de veículos automóveis nas estradas, para alem da prática desportiva, assim encontramos Câmaras como a do Porto que está a avançar com o projecto “Mobilidade Sustentável”, projecto a concluir até 2013, que irá beneficiar com 876 km de ciclovias toda a sua zona metropolitana, Sintra com 92 km a ligar a cidade à zona costeira, Aveiro com 46 km a ligar Estarreja a Aveiro e terminando na zona das praias, Gaia e Espinho estão na fase terminal da conclusão de uma ciclovia com 56 km de extensão, que se inicia por baixo da ponte da Arrábida e termina em Espinho, sempre à beira-mar.
A Junta de Leomil ruma em direcção ao futuro, só a ideia já é um passo em frente, um passo enorme, mas aproveito aqui para deixar um alerta, já que deram este passo, procurem que a criação da ciclovia seja o melhor possível e que tenha condições para receber várias vertentes, por vezes o Arquitecto ou o Engenheiro olha para o papel e faz como acha mais bonito, procura a imagem mais apelativa para captar o olhar, procurem falar com pessoas ligadas ao pedal e com conhecimentos para vos poderem explicar porque seria melhor o percurso passar por aqui ou por ali, explicar que a via tem de ter uma largura suficiente, deve conter sinalização, não deve cruzar ou passar por estradas com movimento automobilístico, quando possível ser iluminada, ter ramais para trilhos BTT ou qualquer outra vertente do ciclismo, no fundo, obterem ajuda de quem está ligado à modalidade, pois com o mesmo orçamento podem ter uma obra muito mais grandiosa. Como tal disponibilizo-me desde já para ajudar no que poder, assim como o amigo César Bernardo, este com bem mais conhecimentos que eu, também está disponível para vos ajudar, e acredito, que muitas mais pessoas ligadas à modalidade terão enorme gosto em contribuir positivamente.
Esta vila tem potencial para isto e muito mais, força.
Como amante do BTT dou os parabéns pela iniciativa, vamos lá por essa obra a andar, esperamos que não seja só programa eleitoral e que em breve possamos todos dar umas pedaladas por essa via-do-pedal
.”

em: http://paulopereirabtt.blogspot.com/

quinta-feira, 8 de outubro de 2009

Maratona BTT 5 Cumes, Barcelos

Saí de Moimenta da Beira, juntamente com mais 2 amigos, no passado sábado, 3 de Outubro, rumo a Barcelos, onde na manhã de domingo, dia 4, participei naquela que é considerada a Melhor Maratona BTT do Outono: Maratona 5 Cumes, organizada pelos Amigos da Montanha.

Aproveitando o facto de existir a disponibilidade de passar a noite no pavilhão gimnodesportivo local, evitei a viagem no dia da prova, tendo sido feita ao final da tarde de sábado de uma forma muito mais relaxada! Cheguei a Barcelos pouco depois das 21h, levantei o kit de participação, jantei no restaurante do M e depois, já após a meia noite, pude esticar-me num colchão de ginástica, num saco cama "embrulhado" e desta forma passar, sossegadamente, a noite! Na manhã de domingo
, foi levantar, ir à pastelaria mais próxima, tomar o pequeno almoço, ir dar uma volta a pé pela zona de partida, onde já se faziam notar algumas centenas de participantes, e voltar à carrinha do Pedaladas, que se encontrava no recinto fechado anexo ao pavilhão desde que cheguei a Barcelos na noite anterior, de forma a equipar, pegar na bike e com ela voltar para a zona de partida!
Quanto ao evento, foi sem dúvida muito bom, com uma dimensão enorme, visto que além de mim, existiam mais 1999 participantes, um número bem redondo no total: 2000! Existiam 2 opções de percurso, os 5 cumes, com perto de 85 km e os 3 cumes, com cerca de 55 km, optei, logicamente pelo percurso menor, o treino que tenho disponibilidade de fazer não me permite realizar maratonas com extensão superior a 60 kms com o ritmo que mais gosto, a (quase) fundo. Arranquei entre os 1000 e os 1200 primeiros, tinha como objectivo ultrapassar algumas centenas ao longo dos 55km, queria chegar à meta com poucos mais de 250 BTT'istas à minha frente, no final veria se seria possível ou não...

Deu-se o inicio da prova pouco depois das 9h30, seguiu-se uma "volta de apresentação" pela cidade de Barcelos e depois seguiu-se para o primeiro cume, que se atingiu aos 12.6 km, sempre feito em alcatrão e onde terei passado as centenas de participantes que de inicio queria passar, após este cume o percurso mudou radicalmente, com trilhos, em terra, tecnicos e muito irregulares onde a utilização da (Orbea) AlmaCarbon, uma HT (hardtail - só suspensão frontal) não me poupou ao nível das costas e da "zona ao fundo destas".

Acabei por completar o percurso em 3h 11min 29seg, tempo oficial, embora tenha estado 3h 02min 15seg em andamento, as paragens foram nos abastecimentos, nos engarrafamentos normais em eventos com tanta afluência de participantes e nos controlos de passagem, se tinha como objectivo ficar entre os 250 primeiros, consegui-o sem sombra de dúvidas, fiquei em 154º, embora tenha chegado com as pernas bem cansadas e os músculos bem duros, as cãibras estavam presentes, o esforço tinha sido muito e a re-hidratação raramente é suficiente...

A seguir veio o banho bem necessário, o pó tinha-me deixado bem mais moreno que o normal, aliás tive essa sensação quando ouvi alguém que passava junto a mim, logo após encostar a bike, que dizia, com um sorriso: "coitado, tão sujo que ele está!", depois seguiu-se um bom almoço, o que antecedeu o regresso a casa, às Terras do Demo!

Fotografias aqui, neste link!