Apoios

Apoios

segunda-feira, 26 de setembro de 2011

Douro Bike Race – Os vídeos oficiais das 3 etapas

Deixo aqui os vídeos que resumem (um pouco) as 3 etapas da Douro Bike Race 2011, publicados pela organização do evento, a NExplore.

A não perder!

O verdadeiro empeno, 44,3 km com uns impressionantes 1576 mt de desnível vertical!

 

Um bom empeno, foram 90,7 km com 2.038 mt de desnível vertical!

 

Terceira tirada, terceiro empeno, 63,7 km com 1.759 mt de desnível vertical!!

domingo, 25 de setembro de 2011

Douro Bike Race – Fotografias

Já passou 1 semana desde que a Douro Bike Race teve o ser término, mas só hoje voltei a abrir o PC que me acompanhou até Amarante e que continha as poucas fotografias que tirei durante o evento.
As fotografias estão na minha página pública do Facebook, podem ser encontradas seguindo (clicando) esta ligação!

quarta-feira, 21 de setembro de 2011

Douro Bike Race - Resumo

Quando se tornou um objectivo, demorou a chegar; quando chegou, passou tão rápido que deixou saudade; mas para sempre ficarão memórias desta Douro Bike Race 2011!

A DBR foi um objectivo meu para 2011, quis realizá-la com prazer, quis desfrutar dela e assim foi!
Foi tarefa difícil! Sim, a começar pela preparação realizada com praticamente 4 meses de antecedência, com férias de Verão pelo meio, e a acabar nos trilhos fantásticos das 3 serras que compunham os dias 3 de prova! Foi necessário muito suor para na tarde de 18 de Setembro pegar na t-shirt que no tecido tem estampado “i was ready!”.
Fui para Amarante na tarde de 15 de Setembro, com o sentimento que tinha feito o mínimo possível para conseguir fazer as duríssimas etapas com sucesso, não esquecendo que, como dizia o meu parceiro Tó Frias, “jamais deitar a toalha ao chão”. Houve momentos difíceis, mas foram mais os momentos que deixam para sempre saudade. Paisagens magnificas, trilhos demoníacos, convívio com outros loucos, alguns até com bastante idade para ter mais juízo!
Se parte do dia era passado a pedalar, outra parte era a descansar, a conviver e até a dormir, infelizmente pouco. Pernoitar na pavilhão foi porreiro, mas nunca é muito propicio a se ter noites sossegadas de sono, além de que, nada como um WC só para nós!
Foi bom ter ganho novos contactos, ter revisto pessoas que já não via há algum tempo, especialmente o Maurício (Bravellir), e ter sido uma (nova) experiencia marcante.

A 1ª etapa foi a mais curta e a mais dolorosa.
A 2ª etapa foi a mais longa e a que melhor correu.
A 3ª etapa foi a mais cuidada, queria muito chegar ao fim e... “i was ready!”.

Agradeço a todos aqueles que comigo estiveram e privaram, nem que não seja só por aqueles minutos que juntos se fizeram centenas de metros a pedalar e a dar “duas de letra”.

Para a DBR 2011 só uma palavra, brutal!

I WAS READY!

segunda-feira, 19 de setembro de 2011

Douro Bike Race - Dia Três

Mais uma noite passada no pavilhão, mais um despertar madrugador!

Começava o 3º dia nesta brutal aventura que dá pelo nome Douro Bike Race, ou será Stone Bike Race?!

Tal como nos dias anteriores, era necessário arrumar o indispensável para a etapa do dia, tomar um bom pequeno almoço e depois rumar até à zona de partida para mais tarde ser feita a visita à Serra do Marão, a última serra a ser visitada nesta prova de 3 dias!

Quando já estou na box de partida, sinto que me esqueci de algo importante, felizmente não era indispensável, mas deixar a máquina fotográfica a descansar no último dia… não se fazia (felizmente o telefone ia e seria com ele que acabaria de tirar umas 3 ou 4 fotos para “justificar” o dia)!!!

Etapa do dia:

altimetria3

Imagem0748Para não variar, mais do mesmo, longa subida logo a arrancar, trilhos técnicos mais para a frente, empeno garantido ao final da tirada!

Confesso que nesta etapa houve momentos em que desejei que a etapa terminasse o mais rápido possível, já estava a ficar cansado de ser massacrado com tanta pedra, não só deste percurso, mas pela soma dos 3 realizados!
Realizar a Douro Bike Race de bicicleta semi-rigida, apesar de o quadro em carbono ser capaz de absorver alguma vibração, é uma aventura dentro da própria aventura.

Mais uma vez arranquei de mochila de hidratação e bidão cheios o que, com mais 2 abastecimentos que existiam ao longo dos quase 64 km, fizessem que sede não passasse.

Houve um momento importante a meio da primeira (e longa) subida, que me provocou um certo desgaste.
Ia integrado num pequeno pelotão a realizar a dita subida, quando deixo cair sem querer o involucro de uma barra energética. Claro que não o ia deixar ficar no chão e voltei uns metros atrás para o apanhar, mas com isto perdi o contacto com os restantes elementos que me faziam companhia.
CIMG5772À primeira vista, sobretudo para quem não pedala, não parece ser nada preocupante, mas quem sabe, sabe que o que há a fazer neste caso é tentar de novo entrar no grupo ou esperar por outro. O grupo que vinha atrás mantinha um ritmo mais lento e por isso quis voltar para o lugar onde vinha e assim foi, mas foi com imenso esforço que consegui recolar, esforço este que teria de ser pago após alguns quilómetros numa subida com uma inclinação impressionante. Felizmente não chegou a 1 km e o piso era de terra batida sem pedra, mas raramente o pendente baixou dos 18% nessa exigente subida.
Daí para a frente a maior dificuldade passou a ser mais pela parte técnica, visto que a maior parte da altimetria estava feita. De realçar uma descida num corta-fogo que cansou de sobremaneira os braços devido ao piso e à pendente impressionante que rondou em alguns pontos os 30%.
Uma nota final para os últimos 5 km feitos em singles-tracks, alucinantes!!!

Cortado a meta, foi hora de perceber que a DBR tinha sido concluída com êxito, tinha sido completado o objectivo de 2011, iria receber passados alguns instantes a t-shirt “i was ready!”, ou seja, iria pegar na t-shirt que nos mostra que fomos capazes de completar esta prova, com elevadíssimo grau de dificuldade

Alguns dados do dia:

  • Distância: 63,73 km
  • Desnível vertical: 1.759 mt
  • Tempo parado: 12m35s
  • Tempo total gasto: 4h11m15s
  • Calorias: 2.896

Irei publicar, quarta-feira ao final do dia, uma nota final sobre todo o evento.

sábado, 17 de setembro de 2011

Douro Bike Race – Dia Dois

A noite foi passada de forma ainda mais curta a dormir que a anterior, o ambiente em redor e a preocupação de para hoje ter uma etapa longa e com um nível de dificuldade bastante elevado associado ao facto da mochila de hidratação estar inoperacional, fez com que tivesse dormido apenas 5h!

Ainda o telemóvel me mostrava que eram tão só 4h50 e já eu tentava encontrar solução para resolver o problema de fuga da mochila de hidratação, não podia correr o risco de desidratar novamente, seria o meu fim na DBR! Antes das 6h00 já tinha solucionado o problema, podia finalmente encher a mochila com 1,5 lt de bebida isotónica e com mais 0,7 lt do bidão seguir sossegado desde a partida até ao reforço alimentar que estaria ao km 26.7, distancia esta sempre em subida que, à exceção dos primeiros 10 km, seria feita em piso extremamente difícil (técnico).

O gráfico da etapa:

altimetria dia 2

CIMG5755O piso desta DBR tem sido até hoje, muito, muito técnico! Estas condições dificultam bastante o “rolar” da bike e são uma forma de nos manter em alerta máximo, para não se cometerem erros que podem acabar com a participação de qualquer um que se possa magoar numa muito possível queda.

A etapa de hoje era bastante exigente, os dados da mesma estão mais em baixo neste artigo, e havia 3 reforços alimentares (km 26.7, 44.6 e 65.7), que juntamente com a quantidade de bebida que levei me permitiram realizá-la de uma forma bem conseguida, ou seja, não passei sede nem fome, o que é muito importante num desporto como este.

CIMG5761A partida deu-se às 9h00 e estava uma temperatura agradável, que veio a subir naturalmente com o passar das horas, mas facilitou no início da etapa que tinha para começar uma longa subida, como pode ser visto no gráfico publicado mais em cima, que nos levaria à Serra do Alvão.
Tal como já disse anteriormente, o piso foi mais uma vez extremamente técnico e por vezes bastante perigoso. A chegada à meta foi feita pelo açude da cidade, tornando-a bastante diferente.
Resta agora aguardar que amanhã tenhamos um Marão com um piso mais simpático do que aquele que a Aboboreira e o Alvão, nestes 2 dias passados nos brindaram!

Como resumo da 2ª etapa ficam os seguintes dados:

  • Distância: 90,72 km

  • Desnível vertical: 2.038 mt

  • Tempo parado nos reforços: 17m44s

  • Tempo total: 5h39m44s

  • Calorias: 3.694

Agora resta seguir até à sala de jantar “abastecer”, ir à apresentação da etapa de amanhã, ver o resumo do dia em fotos e vídeo, e depois tentar descansar que amanhã é outro dia, o 3º!

Amanhã temos o Douro Bike Race – Dia Três, com publicação online no final do dia ou na segunda-feira!

sexta-feira, 16 de setembro de 2011

Douro Bike Race – Dia Um

Depois de uma noite dormida “a correr” no pavilhão, o pessoal que chegou tarde fez algum barulho e o meu despertar foi antes das 6h, o Dia 1 DBR foi enfrentado com muita vontade de ir para os trilhos.

Como acordei cedo, foi com bastante calma que preparei tudo para que perto das 9h45 fosse possível sair da Base DBR e deslocar-me até à Zona de Meta / Zona Partida, um percurso bastante agradável com cerca de 5 km de extensão, utilizando um antigo trilho onde passava o comboio!

Mas afinal, antes da saída, deu-se o problema do dia!

Com 1 bidão de Gold Drink na bike e com mais 1,5 Lt na mochila de hidratação, vou para pedalar quando começo a sentir as costas molhadas, pensei que fosse suor, mas suor como se ainda não tinha arrancado e ainda estava fresco?! Pois bem, o reservatório da mochila estava (está) com uma perda na parte inferior, ou seja, a mochila teve de ficar na Base DBR e segui só com 1 bidão! Pensei que a etapa era curta e não haveria problema…

O gráfico da etapa:

altimetria dia 1

CIMG5732O início da etapa deu-se apenas às 11h00, já com uma temperatura muito elevada e sem nuvens, apenas o sol se avistava no céu!
Arranquei na frente e por lá me mantive nos primeiros 3 km, quando decido baixar o ritmo, aquela velocidade não era para mim e além de hoje há mais, mais sofrimento pela frente!
Cedo me apercebo que 1 triste e só bidão seria curto para chegar ao reforço, reforço este que nos aguardava aos 24 km. A partir deste momento da percepção da pouca água, começo a ter de gerir 2 coisas, o andamento para não subir muito, como o bidão para não não descer rápido demais, mas o calor era muito e apesar da contenção de ingestão de Gold Drink, ao km 18 estou com a bebida isotónica desaparecida, nem no bidão nem no corpo, a transpiração era naturalmente intensa com o horário a que se pedalava e comecei a desidratar. Foi com um imenso sacrifício que cheguei ao reforço, a subida era muito exigente e depois quando acabou, começaram os trilhos a mostrar o que seriam ao longo de toda a etapa!

Chegado ao reforço, já com uma perda acentuada de tempo devidoCIMG5738 à desidratação, fui obrigado a parar durante um bom pedaço de tempo, água, coca-cola e laranjas foram o que me fizeram voltar a olhar para a bike para voltar a pedalar!

O resto do percurso ainda tinha algumas subidas duras, realço a autentica parede ao km 39, e as descidas eram de índice técnico alto, ou seja, a etapa de hoje foi de dureza total, desde o momento em que se partiu até ao momento em que se chegou!

Como resumo da etapa ficam os seguintes dados:

  • Distância: 44,33 km
  • Desnível vertical: 1576 mt
  • Tempo parado no reforço: 14m15s
  • Tempo total: 3h39m31s
  • Calorias: 2.200

À organização, um único reparo e pouco importante, altimetria anunciada errada, quanto ao resto, excelente até ao momento!!!

Agora resta esperar pelo jantar e depois descansar!

Amanhã temos o Douro Bike Race – Dia Dois, com publicação online ao final da tarde!

quinta-feira, 15 de setembro de 2011

Douro Bike Race – Dia Zero

O dia hoje começou mais cedo, a ansiedade não deixou dormir o suficiente!

A manhã foi passada a ultimar todos os preparativos para depois de almoço poder seguir até Amarante, rumo à Base DBR. Por incrível que possa parecer, a “tralha” encheu a mala do carro, que não é nada pequena!

CIMG5711Depois de um almoço caseiro em família, foi perto das 14h que me fiz à estrada.
Tinha para fazer cerca de 82km de carro, não muitos, mas com o transito que fez parte da viagem, acabei por demorar mais do que aquilo que contava. Nada de preocupante, o dia “estava ganho” e o objectivo era tão só chegar à Base DBR. Depois de carro estacionado, pernas esticadas e um breve contacto com o João Marinho (1 dos organizadores do evento), como é natural o rapaz estava um pouco “stressado” com o chegar da hora de início do evento e deixei-o à-vontade com as suas preocupações, fui até ao Secretariado levantar o meu Kit de Participação, onde estava o meu dorsal para a prova, 057.

O resto da tarde foi passado num clima de “relax” que o local e a música ambiente assim o permitiram, gastando as horas à espera que fosse o momento oportuno para rumar até à cidade de Amarante onde o jantar teria de ser num dos restaurantes locais! Restaurante este que acabou por ser complicado de “encontrar”, tendo sido aconselhado por uma senhora que ao me ver a “deambular” pelas ruas da cidade, conseguiu perceber que eu precisava de orientação.

De regresso à Base DBR, foi hora de retirar as bicicletas, sim acabei por trazer as 2, do carro e de as deixar no parque destinado a elas, logo após foi feita para todos os participantes a apresentação da prova, na qual me encontro neste momento a acabar esta publicação!

Resta agora encaminhar-me para as instalações onde pretendo ter uma boa noite de sono!

Amanhã nova publicação ao final do dia, “Douro Bike Race – Dia Um”.

quarta-feira, 14 de setembro de 2011

Douro Bike Race, já de seguida!

Quando iniciei a minha preparação para chegar com o mínimo de condição física para completar esta aventura, que é para mim o evento do (meu) ano, pensei, “xiii, ainda falta tanto tempo...”.
Com o passar dos anos, e já lá vão alguns, o tempo é cada vez vez mais curto, os dias são cada vez mais rápidos e num ápice, daqui por pouco mais de 24h já sigo viagem até Amarante, sim, a Douro Bike Race “já está aí”!

Já aqui em tempos falei em objectivos, em receios, em vontades, ... mas não adianta dizer mais nada, não adianta divagar sobre o que espero para o resto desta semana, que chegue o dia de amanhã e que os próximos dias sejam tão só aquilo que eu tanto ambiciono, que sejam uma grande festa dentro de uma modalidade que eu tanto gosto!

Próxima actualização no Blogue:
Amanhã dia 15 de Setembro ao final da noite, “Douro Bike Race, Dia Zero!

sexta-feira, 9 de setembro de 2011

I Maratona BTT do Gerês. Víciado em “Empenos”?! Para já, parece que sim!!!

Está validada a minha pré-inscrição na I Maratona BTT do Gerês!

Este evento vai ocorrer, como o próprio nome indica, em pleno Parque Nacional da Peneda Gerês no dia 2 de Outubro e vi nele uma boa aposta para voltar aos valentes “empenos”, 2 semanas após a realização da Douro Bike Race!

Será a primeira vez que irei participar num evento de BTT no Parque Nacional da Peneda Gerês. São alguns os eventos que vêm a existir nesta região e que desde sempre me despertaram vontade de participar!
Nunca tinha sido até hoje possível (este possível é muito relativo, porque a verdadeira razão de só agora ser a primeira vez, deve-se essencialmente a ter sido só desta vez tomada a decisão de ir!), umas vezes por ser longe, outras por não ter companhia e até outras por pensar… fica para a próxima! A “próxima” chegou e desta vez é mesmo para ir!

Ainda não tenho dados reais sobre as verdadeiras dificuldades sobre o percurso escolhido (Maratona em detrimento da Meia-Maratona), ou seja, sei que a distância anda perto dos 62 km, é uma distância média, mas as preocupações estão centradas no acumulado vertical que estes 62 km terão, visto que o gráfico de altimetria assusta um pouquinho!

Conto no dia 2 de Outubro estar suficientemente recuperado da Douro Bike Race para aproveitar este evento que, tendo como pano de fundo a Serra do Gerês, espero que seja qualquer coisa de fantástico!

sexta-feira, 2 de setembro de 2011

Douro Bike Race, quase quase a chegar!!!

Faltam apenas 9 dias e mais algumas horas para se iniciar a grande aventura Douro Bike Race!

Preparação
Estou a preparar a minha participação neste grande evento desde há 3 meses!
Todos os treinos foram encarados com grande querer, grande espírito de sacrifício e vontade em chegar à DBR com a condição física necessária para completar esta competição de forma digna, de forma a aproveitar o evento no seu todo.

Objectivo
Não vou a pensar em fazer uma boa classificação, porque não tenho aspirações a bater-me com grandes atletas, bastantes deles originários de vários pontos do Mundo e muito habituados a provas de dureza semelhante, mas seria hipócrita da minha parte não assumir que tenho um objectivo na tabela classificativa!
Se inicialmente eu dizia a um dos responsáveis pelo evento, ao meu amigo João Marinho, que "só não quero ficar em último, meu!", hoje tenho de assumir outra vontade, tenho o propósito de ocupar 1 das vagas dos 2 primeiros terços da tabela, ou seja, em 300 participantes que o nível Epic deverá ter, eu quero deixar 100 deles para trás de mim! Será possível?! Se por momentos acredito que é, depois penso que talvez não seja assim nada acessível!
Todos os participantes da DBR estarão num nível de preparação muito elevado, nível esse que, para já sem um conhecimento mais próximo e directo, não me permite saber se eu estarei com capacidade, ou não, de fazer valer o meu propósito, mas acredito que impossíveis desta natureza não existem!

Ansiedade, ou não…
A contagem decrescente continua, já existe um ligeiro formigueiro quando se pensa mais um pouco sobre a proximidade a que o evento se encontra, assim como já se leva a DBR em pensamento para a cama, mas é preciso continuar a completar os treinos como estipulado, sem (grande) ansiedade!
Este fim de semana os treinos foram mais uma vez em dose dupla! No sábado de tarde fiz 3h45 em estrada (106,4 km com 1950 mt acumulado vertical, ou seja, a mesma volta do domingo anterior com a diferença de 1 km desta vez acrescentado e com menos 20 min de tempo gasto) e no domingo, aproveitando o tempo fresco e até com uma ligeira chuva à mistura, completei 1h45 em BTT e desta feita de HardTail (Orbea Alma).

Dúvida
Qual bike a levar?! Serão 3 árduos dias por trilhos magníficos mas obviamente alguns deles bastante técnicos, que podem ser maçadores para o corpo e até para a alma, mas “para grandes males, grandes remédios!”, ditado popular que vou aproveitar e assim levar… as 2 bikes!

Novidade
Com a aproximação da DBR, começam a ser dados novos pormenores sobre a prova, a mais recente informação está relacionada com os horários previstos de todo o evento:

Dia 0 = 15/09/2011 - Quinta-feira
Dia 1 = 16/09/2011 - Sexta-feira
Dia 2 = 17/09/2011 - Sábado
Dia 3 = 18/09/2011 - Domingo

Informação:
Esta minha participação na DBR vai ser “relatada e documentada online” com textos e fotografias aqui no meu Blogue (publicações desde a “base DBR” em 15/09, 16/09, 17/09, 18/09 e artigo geral sobre todo o evento em 21/09) com a respectiva notificação de publicação via Twitter (conta: http://twitter.com/cesarbernardo) e na minha página pública do Facebook (conta: http://facebook.com/CesarBernardoBlog), enquanto que na minha página pessoal do Facebook, não terá qualquer notificação de publicação associada ao Blogue a partir de hoje!
Em resumo, a forma mais simples e rápida de saber que existem publicações novas no Blogue é seguir o meu Twitter ou a minha página pública do Facebook!

Até breve!
CB