Apoios

Apoios

quinta-feira, 8 de dezembro de 2011

Um feriado, um dia para pedalar!

A uma semana de começar a preparar o ano de 2012, hoje aproveitei o feriado e na companhia do Luis Morgado, fui completar a maratona do IV BTT Demo, realizado em Abril passado.

A manhã estava muito fria e húmida, o nevoeiro voltou a surgir em força e talvez por essa razão mais ninguém tenha aparecido.
20111208Saímos de Moimenta da Beira pouco depois das 8h30 e durante os primeiros 22km o nevoeiro intenso foi a nossa companhia, sempre com uma temperatura baixa, mais agreste ainda pela humidade que naturalmente existia.
Quase a entrar na Lapa, onde o nevoeiro tinha uma intensidade inferior, somos surpreendidos por alguém que diz, “eu vi logo que tinha de ser o César Bernardo”.
Vinha na nossa roda um amigo meu do BTT!
O Rui vinha do Sátão (ia obviamente também para o Sátão) e iria fazer parte do percurso que eu e o Luís íamos a seguir!

Passamos a ser um trio, não seria por muitos mais quilómetros, mas faríamos 15 em conjunto.

Como estávamos a chegar às portas da Lapa, aproveitamos para tomar um café quentinho no bar do costume e após alguns minutos lá seguimos o trajecto. Não demorou muito para abandonarmos o nevoeiro e durante largos quilómetros pudemos desfrutar de um pouco de um dia de céu azul e de um sol que na subida do dia me chegou a incomodar. Foi antes desta subida que se deu a separação (do Rui) e voltamos a ser a dupla que tinha saído de Moimenta.
De referir que os últimos 8 quilómetros da manhã já foram novamente feitos sob nevoeiro, esse maldito que quando aparece, consegue ser bem incomodativo!

Nesta saída, onde foram feitos 68km com 1290mt de desnível acumulado, o ritmo imposto, sobretudo pelo Luís, foi um pouco forçado para o momento que estou (recuperação activa), sendo que ontem, para agravar o dia de hoje, fiz 1h rolo ao final da tarde / princípio de noite. Mais uma vez me apercebi que a descer por vezes esqueço que vou de semi-rígida com apenas 80mm de curso, a 29er consegue desligar o “fusível” (!), que o diga o Luís que ia de FS com 140mm.

Estou a cerca de 1 semana de começar a preparar o ano de 2012, onde tenho como objectivos:

· Caminho Francês de Santiago – (12 etapas) - Maio

· Douro Bike Race – Nível Epic (4 dias) – Setembro

Por estas razões, pensava completar o percurso em cerca de 4h/4h15 e acabei por o fazer em 3h35, passando por “algumas” vezes o nível de treino de cardio que estava imposto para hoje!

Abusei, não devia, mas… foi cool!

quinta-feira, 1 de dezembro de 2011

1º de Dezembro, a Pedalar!

Hoje, e pela 4ª vez consecutiva, Moimenta da Beira amanheceu sob intenso nevoeiro.

Quando abri uma das persianas da cozinha, às 7h40 da manhã, não queria acreditar que o nevoeiro continuava de forma intensa, logo ali, por trás do vidro da porta.
Arrependi-me naquele momento de ter combinado encontro às 8h30, com o meu amigo Joaquim Soares (Quim Caixas) para uma voltinha de bike.
Dirigi-me ao local onde tinha o telemóvel, levava comigo a esperança de ter lá uma sms a avisar que valia mais abortar esta saída, mas não havia qualquer sms e eu nunca a enviaria, não me iria “cortar” ao combinado.
Apercebi-me que iria ser doloroso sair de casa, com 20ºC no mostrador do termómetro, para de bike encarar o 1ºC com 98% de humidade relativa, que se faziam sentir, sob um imenso e cerrado nevoeiro, e depois pedalar por trilhos molhados!

Às 8h30 o Quim chega ao pé de mim no local combinado e aguardamos breves instantes até nos apercebermos que não existia mais ninguém para nos acompanhar nesta saída, o que não estranhamos!
Decidimos então começar a dar ao pedal! Entrados no trilho mais próximo, levávamos como objectivo encontrar o mais rápido possível uma subida que nos pudesse fazer aquecer, o frio estava realmente intenso e a humidade já fazia, em tão pouco tempo, pingar água do capacete.
Imagem0812Já a desbravar terreno, com muita pedra solta numa subida exigente, damos por nós a abandonar o intenso manto de nevoeiro que para trás das nossas costas tudo escondia, estávamos então no bom caminho, pela frente tínhamos o céu praticamente limpo e com sol intenso, a aposta estava ganha, a Serra de Leomil estava nas condições ideais para nos receber!
A manhã estava agora bem mais agradável! Apesar de a temperatura continuar baixa, as condições eram, e de que maneira, bem mais simpáticas.

Passamos a manhã a pedalar de forma descontraída, a aproveitar km após km, sem pressa, sem nada que nos obrigasse a deixar de fazer aquilo a que nos tínhamos proposto fazer, só queríamos passar uma boa manhã!

Desta vez fui de 26er, com a Canyon Nerve AM de suspensão total com 140mm e foi bem diferente em relação ao que foi todo o mês de Novembro, onde pedalei de forma exclusiva de 29er. Deu para entender, novamente, que a muito baixa velocidade a 26er tem dificuldade em passar obstáculos de uma forma mais descontraída, sob hipótese de a roda da frente empancar e uma pessoa ir de cabeça… e foi assim mesmo que hoje fui ao chão! :) Nada de grave, uma pequena contusão no joelho esquerdo e umas arranhadelas, uma delas engraçada, na canela direita.

De regresso a Moimenta da Beira, abandonando assim a Serra de Leomil, de novo entramos no nevoeiro, que continuava presente e de forma idêntica àquela que tínhamos deixado 2 horas antes.

A voltinha foi curta, pouco mais de 34km mas com mais de 720mt de desnível vertical acumulado, mas foi bem proveitosa, numa manhã em que soube bem sair sem stress de maratonas e, claro, na companhia de um amigo, com o qual tenho muito prazer em privar!