Apoios

Apoios

sexta-feira, 26 de agosto de 2011

Douro Bike Race – Altimetria e Dificuldade Técnica

É este (em cima) o grafismo de altimetria da soma das 3 etapas da Douro Bike Race!

Depois de analisado é capaz de assustar um pouco, mas se logo depois acrescentarmos às dificuldades de altimetria a dificuldade técnica que fará parte dos trilhos a percorrer… então é que a “coisa” fica negra!

O plano de treinos foi pensado na dificuldade que todas as subidas irão provocar e na resistência necessária para completar as 3 etapas, mas só isso não chega.
Agora está na hora de acrescentar aos treinos a vertente técnica! É isso que conto fazer já amanhã durante a tarde (de manhã trabalha-se!), em alguns dos muitos trilhos carregados de pedra que existem por Moimenta da Beira e arredores. É desta forma que espero recuperar alguma destreza necessária para este tipo de piso que, com já alguns meses só em asfalto a pedalar, faz perder!

Devido à exigência técnica que a DBR contempla, estou quase decidido a afinal ir participar de bike All Mountain, a Canyon Nerve AM com 140mm de curso de suspensões (embora reguláveis na frente a 100, 120 e 140mm), em vez dos 100mm (só frontais) que a semi-rígida  Orbea Alma permite. Com esta troca de bikes, ganho conforto, segurança, tracção, mas perco sobretudo rapidez em subida e leveza da própria bike. A diferença de peso entre elas é superior a 3kg, mas como o objectivo é aproveitar o evento e não competir, a Canyon é sem dúvida a melhor escolha! O que faltará juntar ao equipamento da bike?! Uma GoPro, por exemplo! :)

2 comentários:

João Marinho disse...

Acho que sim! 140mm com regulação vai ser uma boa escolha...

César Bernardo disse...

Custa-me bastante deixar a minha "cabrita" (leia-se Orbea Alma) em casa e ir carregado com o meu "tractor" (leia-se Canyon Nerve AM)!