Apoios

Apoios

sábado, 7 de setembro de 2013

A Aventura a Santiago de Compostela, Ir… e Voltar!

Pela segunda vez, realizei o Caminho Português de Santiago!

A primeira foi há já 6 anos atrás, quando num fórum de BTT se criou um grupo para realizar tal aventura!

Desta vez apenas fomos 2, apenas e tão só 2 amigos!

Já tínhamos pensado noutra travessia, mais longa, mas esta para 'começar' pareceu bastante adequada!

Iniciámos o nosso Camiño em Lavadores - Vila Nova de Gaia, passámos pela Sé Catedral do Porto e daí seguimos as Setas Amarelas que guiam os peregrinos até à Catedral do Apóstolo Santiago Maior, tendo nós concluído este primeiro troço em Ponte de Lima.

Nesta primeira etapa foram completados 96,8 km com 1208 m D+, percurso este que inclui muito empedrado, o que em bicicletas HT se chega a tornar um pouco desconfortável!
Tal como já mencionado, ficamos em Ponte de Lima, instalámo-nos na Pousada da Juventude e pudemos passar a tarde a descansar e a desfrutar de uma cidade muito simpática, bonita e acolhedora!

01020304050607
Segundo dia, segunda etapa!

Tal como se esperava, a etapa mais complicada, quer em termos técnicos como físicos, começou bem cedo de forma a podermos enfrentar a famosa subida da Labruja pela fresca, neste dia foram completados 103,6 km com 1782 m D+.
Nesta etapa, que se tinha previsto concluir na cidade de Pontevedra, teve de ser prolongada até Barro (Albergue da Portela) onde pernoitamos, dado que no Albergue de Pontevedra não havia mais vagas, estava repleto de peregrinos! A informação sobre a lotação esgotada em Pontevedra foi-me dada, na subida após Arcade, por um peregrino a pé que tinha iniciado a sua aventura em França rumo a Santiago e que entretanto seguia de Santiago para Fátima... valente!
O Albergue da Portela é pequeno, isolado e muito acolhedor, aqui é possível jantar com outros peregrinos, já que o responsável do Albergue acaba por ser cozinheiro e ainda de regalo faz uma Queimada depois do jantar.
Em nota de destaque, o facto de esta ter sido a única noite em que ficámos em albergues, é que o fluxo de peregrinos tem estado a tope!
Esta foi a etapa mais bonita de todas, passou-se por vários locais dignos de registo!

01020304050607
Terceiro dia, terceira etapa da Aventura!

Faltavam 55,4 km com 774 m D+ para concluirmos a primeira parte da nossa viagem e desta forma, ao final da manhã de quarta-feira chegámos à Praça da Catedral de Santiago de Compostela.
Sensação de objectivo cumprido!

010203040607
Terceiro dia..., quarta etapa!

Após o almoço em Compostela, decidimos arrancar para a segunda parte da Aventura, ou seja, como tínhamos de regressar de bike, nada melhor como adiantar caminho!
Arrancámos com objetivo de chegar até Arcade, onde tentaríamos pernoitar num dos albergues privados, mas uma avaria no desviador dianteiro da bike do meu parceiro levou-nos a ficar por Caldas de Reis, o que acabou por se traduzir em apenas 37 km com 320 m D+ completados.
A dormida foi num quarto alugado, já que tal como já disse anteriormente, as vagas em albergues escasseavam por todo o lado!
No total, neste terceiro dia realizámos 92,4 km com 1094 m D+.

010203
Quarto dia, quinta etapa; um dia bem molhado!

Arrancámos de Caldas de Reis sob a ameaça de chuva e com a temperatura bem mais baixa do que aquilo que tinha sido até então, onde o calor por vezes se tornou quase insuportável!
O nosso destino era inicialmente Ponte de Lima, onde pensávamos passar a noite, mas a realização das Feiras Novas na cidade, deixaram-nos sem opção de dormida, o que nos obrigou a alterar o percurso e o destino final, que passou então a ser Caminha.
Com passagem pela cidade de  Vigo, onde chovia copiosamente, Baiona e A Guarda, fizemos toda a viagem junto à Costa galega. Chegados à margem espanhola do Rio Minho, apanhámos o Ferry que nos transportaria até Caminha, onde, depois de 117,3 km com 1069 m D+, numa pensão local nos acomodámos!

010203040506
Quinto dia, sexta e última etapa!

Com o sol novamente a brilhar, arrancámos de Caminha para a derradeira etapa da Aventura, restavam tão só 113,8 km com 715 m D+ para concluir esta semana carregada de pedalada.
Se houve momentos ‘de marca’, este dia teve um, logo ao fim de poucos quilómetros, quando na passagem por Vila Praia de Âncora, volto a encontrar o peregrino que vinha desde França a pé, sim, o mesmo... incrível!
Com passagem por V. P. Âncora, Viana do Castelo, Esposende, Póvoa de Varzim (onde em alcatrão furei o pneu traseiro, mas com o liquido selante a resolver o assunto, tal como sua obrigação!) e Porto, entre outras localidades, chegámos ao ponto de onde tínhamos saído 4 dias antes, na Praia de Lavadores – Vila Nova de Gaia!

0102030405


Foram no total 523,8 km com 5868 m D+, em 5 dias repletos de acontecimentos e momentos que ficam registados para sempre!
Um abraço especial ao meu grande amigo Carloni (Carlos Ferreira), que comigo partilhou esta marcante aventura e daqui deixar-lhe uma sincera palavra de parabéns e apreço pelo patamar que atingiu, visto que num passado não muito distante era alguém em que a atividade física em desporto era... jogar consola! ;)

Para mim, foi reviver uma aventura que em 2007 me marcou e que me levou a ver o BTT de forma diferente!

Foi bom, gostei e já tenho saudades!

IMG_0371

Sem comentários: